SBV e DAE | AVEIRO | Junta de Freguesia da Trofa do Vouga

AVEIRO: Junta de Freguesia da Trofa do Vouga

Admin bar avatar

ACREDITAÇÃO

Este curso tem acreditação da Ordem dos Enfermeiros atribuindo 1 Crédito de Desenvolvimento Profissional (CDPs) aos formandos que o concluam com aproveitamento. Para saber mais clique aqui.

Os procedimentos específicos definidos nas recomendações sobre reanimação, quando devidamente aplicados, aumentam de forma significativa a probabilidade de sobrevivência em caso de paragem cárdio-respiratória (PCR), pelo que a pronta e a correta execução de SBV e DAE são essenciais para reduzir a mortalidade e morbilidade (sequelas) associadas à PCR (INEM, 2012).

Este curso é destinado a todos as profissionais de saúde e outros que queiram ou necessitem de operar com um DAE em conformidade com a legislação vigente. Desta forma o curso abordará:

Suporte Básico de Vida (SBV)
Banca Prática I: SBV (1 reanimador) + PLS + OVA
Workshop: Comandos do Desfibrilhador Automático Externo (DAE) e Colocação de Elétrodos
Demonstração do Algoritmo de SBV-DAE
Banca Prática II: SBV-DAE – Sucesso Imediato
Banca Prática III: SBV-DAE – Choque não Recomendado
Banca Prática IV: SBV-DAE – Insucesso
Banca Prática V: SBV-DAE – Sucesso Tardio
Situações Especiais com o DAE

Com este curso:

  • 7 horas de formação
  • Material de apoio ao Curso (Manual SBV+DAE em PDF, Pocket-mask)
  • Certificado de Formação Profissional (SIGO/DGERT) com registo no INEM
  • Documento anexo ao Certificado com indicação do programa (conteúdos abordados) e das competências adquiridas.

 

Precauções de Segurança COVID-19:

  • Formandos devem comparecer de máscara no local de formação (uso obrigatório de máscara)
  • Gel Desinfetante fornecido no local
  • Restrição do número de participantes conforme orientações DGS - INEM

INFORMAÇÃO

Os procedimentos específicos definidos nas recomendações sobre reanimação, quando devidamente aplicados, aumentam de forma significativa a probabilidade de sobrevivência em caso de paragem cárdio-respiratória (PCR), pelo que a pronta e a correta execução de SBV e DAE são essenciais para reduzir a mortalidade e morbilidade (sequelas) associadas à PCR (INEM, 2012).
A doença cardiovascular assume uma liderança destacada no mundo ocidental na morbilidade e mortalidade das populações. A morte súbita é muitas vezes a primeira manifestação dessa doença. A fibrilhação ventricular é o mecanismo mais frequente da paragem cardio-respiratória (PCR) de origem cardíaca e o seu único tratamento eficaz é a desfibrilhação elétrica. A probabilidade de sobrevivência é tanto maior quanto menor o tempo decorrido entre a fibrilhação e a desfibrilhação. Sendo que a rápida desfibrilhação enquanto objetivo é difícil de atingir se efetuada apenas por médicos, já que a PCR ocorre na maioria das vezes em ambiente pré-hospitalar, recomenda-se que profissionais não médicos sejam treinados e autorizados a utilizar desfibrilhadores desde que a sua atuação seja enquadrada em Programas de DAE com controlo e auditoria médica qualificada. Só assim se conseguirá a conjugação de esforços que tornam a desfibrilhação um meio para atingir um objetivo último de melhoria da sobrevida após PCR de origem cardíaca. Nesse sentido, e com intenção de promover a utilização de Desfibrilhadores Automáticos Externos (DAE) em locais públicos ou em veículos de emergência, organizou-se esta ação que visa formar operacionais de Desfibrilhação Automática Externa.
Adquirir competências que lhe permitam realizar corretamente manobras de SBV com utilização de um Desfibrilhador Automático Externo (DAE), numa vítima em paragem cardiorrespiratória.
• Compreender o conceito de cadeia de sobrevivência;
• Identificar os potenciais riscos para o reanimador;
• Executar corretamente as manobras de SBV, de acordo com as guidelines em vigor;
• Conhecer o conceito de DAE;
• Identificar as regras de segurança inerentes à utilização de DAE;
• Descrever os passos e a sequência de intervenções na DAE;
• Executar corretamente as manobras de SBV com apoio de DAE, de acordo com as guidelines em vigor.
Este curso é destinado a todos os profissionais de saúde e outros que queiram ou necessitem de operar com um DAE em conformidade com a legislação vigente
Máximo: 6 vagas
• 7 horas de formação
• Certificado INEM em SBV com DAE com registo no INEM
• Acreditação de 1 crédito de desenvolvimento profissional (apenas enfermeiros) pela Ordem dos Enfermeiros
• Certificado de Formação Profissional (DGERT) com registo no SIGO
• Material de apoio ao Curso
Sessões teóricas e Sessões práticas, o rácio formador-formando é de 1/6 no máximo
Avaliação Prática Continua. Para ficar aprovado terá o formando que obter classificação igual ou superior a 10 valores.
• Apresentação e Objetivos do Curso;
• Suporte Básico de Vida;
• Banca Prática I: SBV (1 reanimador) + PLS + OVA;
• Workshop: Comandos do DAE e Colocação de Elétrodos;
• Desfibrilhação Automática Externa;
• Demonstração do Algoritmo de SBV-DAE;
• Banca Prática II: SBV-DAE – Sucesso Imediato;
• Banca Prática III: SBV-DAE – Choque não Recomendado;
• Banca Prática IV: SBV-DAE – Insucesso;
• Banca Prática V: SBV-DAE – Sucesso Tardio;
• Situações Especiais com o DAE;
• Avaliação e Encerramento do Curso.

Gestor Pedagógico

Local Aveiro – Associação Quimeras e Aventuras

MORADA: Aveiro, Portugal

Currículo do curso

Time: 7 hours
O currículo está vazio

ABOUT INSTRUCTOR